Institucional

Histórico

O município de Sete Lagoas foi fundado em 24 de novembro de 1867 pela Lei nº 1.395 e, claro, não havia serviço de água.

Por iniciativa privada, aproximadamente no ano de 1916, foi implantado o primeiro serviço deste tipo de que se tem notícia, com a adução de água da Serra de Santa Helena pelo Sr. Francisco Xavier L’Abbate Larena, empresário italiano no ramo de mecânica industrial e tio do Sr. Francisco José L’Abbate Júnior. Depois de algum tempo, o serviço de água foi passado à prefeitura municipal.

Em 1965, o presidente do Brasil, Marechal Castelo Branco, determinou que os serviços de abastecimento de água e coleta de esgotos sanitários, até então realizados por departamentos das prefeituras, somente receberiam recursos financeiros do governo se fossem instituídos como autônomos, ou seja, independentes dos poderes executivos e legislativos, embora o seu diretor tivesse que ser nomeado pelo prefeito e essa nomeação teria que ser aprovada pela câmara municipal. Tal determinação deveria ser providenciada pelo município até o final de dezembro daquele ano.

Em Sete Lagoas, até aquela época, todo o serviço de água e esgoto era apenas um departamento da prefeitura. O prefeito era o Dr. José Antônio Vasconcelos Costa, mas, ocupava o cargo na ocasião o vice-prefeito Sr. Alípio Maciel de Oliveira, que em decorrência da determinação do Governo Federal ficou com a responsabilidade de criar legalmente o SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sete Lagoas. Isto foi feito através da Lei nº 1083. Em 1966, o prefeito assinou o Decreto nº 104 regulamentando essa lei, porém como estava no término de seu mandato e era um ano eleitoral, nenhuma providência efetiva para a criação do SAAE foi tomada.

No início de 1967 assumia a prefeitura o Dr. Afrânio Avelar Marques Ferreira e a cidade na época contava com aproximadamente 60.000 habitantes.

Logo após sua posse, o Dr. Afrânio nomeou o Sr. Francisco José L’Abbate Júnior como Chefe de Gabinete com a missão única de formar o SAAE. Apesar dessa lei ainda estar em regime de regulamentação, muitas providências começaram a ser tomadas com o total apoio do prefeito e uma colaboração decisiva do Deputado Federal Renato Azeredo, que se colocou à disposição do prefeito e do futuro diretor do SAAE. Assim o Ministério do Interior, por meio da Fundação SESP – Fundação Especial de Saúde Pública, imediatamente começou a orientar e a trabalhar junto ao gabinete do prefeito, inclusive investindo técnica e financeiramente na melhoria do serviço em todos os setores, tais como captação, adução, reservação e distribuição.

Concomitantemente cuidou-se da estruturação do SAAE. Para isso o prefeito trouxe uma das maiores autoridades administrativas do estado, o Dr. Paulo Neves de Carvalho. Ele, juntamente com o chefe de gabinete do prefeito, elaboraram a estrutura administrativa e operacional do SAAE. Essa estrutura foi apresentada à Câmara Municipal e aprovada, dando então toda a autoridade para o SAAE se deslanchar de forma efetivamente autônoma.

Desta forma o primeiro Diretor Geral do SAAE, nomeado na época pelo Prefeito Dr. Afrânio Avelar, foi o Sr. Francisco José L’Abbate Júnior e os outros cargos nomeados por esse diretor foram assim preenchidos:

:: Diretor Financeiro: José Campolina de Souza, conhecido como “Tim Campolina”.

:: Chefe de Operações: Ramon Lamar de Oliveira.

Os demais funcionários de todas as áreas foram admitidos através de rigoroso Concurso Público ministrado pelo Dr. Paulo Neves de Carvalho e pelo Diretor Geral.

Os melhores classificados foram admitidos no regime da CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas. Importante salientar que esse concurso foi dirigido especialmente à área administrativa. A área operacional foi exercida inicialmente por todos aqueles operários que na época trabalhavam no Setor de Água e Esgoto da prefeitura.

Todo o pessoal do SAAE recebeu treinamento nas áreas respectivas pelo Dr. Paulo Neves e pelo Sr. Francisco L’Abbate, sempre com base nos regulamentos de:

Organização Geral;
Administração de Pessoal;
Regime Econômico e Financeiro;
Código de Instalações e tarifas;
Plano Plurianual de trabalho;
Proposta Orçamentária.

O primeiro espaço físico ocupado pelo SAAE foi o prédio da antiga telefônica de Sete Lagoas – TELESETE, localizado na rua Ilka França onde hoje funciona a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana. Além disso, o SAAE mantinha seu trabalho operacional no Mucuri, esquina das ruas Major Castanheira com Felipe Vasconcelos.

Fonte: Entrevista concedida pelo primeiro Diretor Presidente do SAAE, o Sr. Francisco José L’Abbate Jr, à servidora Maria Fátima Cassini L’Abbate, em outubro de 2005.

© 2018 Saae Sete Lagoas . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.