Glossário

A

Adutora - condutos destinados a ligar as fontes de abastecimento de água bruta às estações de tratamento de água, situadas além das imediações dessas fontes, ou condutos que ligam estações de tratamento, situadas nas proximidades dessas fontes, a reservatórios distantes que alimentam as redes de distribuição.

Afluente - curso d’água que deságua ou desemboca em um rio maior ou em um lago.

Água - fisicamente, é um líquido transparente, incolor e inodoro, porém com um matiz azulado quando visto em grande massa. A água pura não tem sabor (insípida). Apresenta-se na natureza nos três estados físicos: sólido, líquido e gasoso. A solidificação, a passagem do estado líquido para o estado sólido, ocorre a 0ºC. A vaporização, passagem do estado líquido para o estado gasoso, acontece quando a água atinge o ponto de ebulição , a 100ºC. Quimicamente, a água é um composto formado por dois elementos gasosos em estado livre – o hidrogênio e o oxigênio – que juntos formam a molécula H2O.

Água Bruta - água encontrada naturalmente nos rios, riachos, lagos, lagoas, açudes e aquíferos, que não passou por nenhum processo de tratamento. Esta água pode ser também classificada em potável ou não potável.

Água Contaminada - água que contém substâncias tóxicas ou microorganismos capazes de causar doenças. A contaminação pode ser invisível ao olho humano ou imperceptível ao paladar.

Água Doce - água encontrada naturalmente com baixa concentração de sais ou considerada adequada para produzir água potável.

Água Dura - água com presença de sais de cálcio e magnésio, advindos do contato com certas rochas, como calcário e o dolomito. Em contato com o sabão, a água dura não faz espuma. Ela também provoca formação de crostas brancas nas banheiras e vasilhas de ferver água.

Água Mineral - segundo o Código das Águas Minerais (Decreto-lei nº 7.841, de 1945), águas minerais naturais “são aquelas provenientes de fontes naturais ou de fontes artificialmente captadas, que possuam composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintas das águas comuns, com características que lhes confiram uma ação medicamentosa”. São classificadas segundo suas características permanentes (composição química) e inerentes às fontes (gases presentes e temperatura).

Água Poluída - água que contém substâncias não naturais, como resíduos industriais tóxicos, detergentes, plásticos e matéria orgânica que provêm dos esgotos. Esses elementos vão se acumulando nos rios, açudes e lagos, diminuindo a quantidade de oxigênio disponível nas águas, prejudicando a biota aquática. A água se torna turva ou tem alterada sua cor, odor ou sabor, impossibilitando o seu uso.

Água Potável - água limpa, adequada ao consumo humano e animal, própria para beber e cozinhar, sem riscos à saúde. É fundamental para a vida humana e é obtida, em geral, através de tratamentos da água bruta que eliminam qualquer impureza. A água, para ser considerada potável, tem que atender aos chamados “padrões de potabilidade”, que são físicos (cor, turbidez, odor e sabor), químicos (presença de substâncias químicas) e bacteriológicos (presença de microorganismos vivos), cujos limites de tolerância na água devem garantir-lhes as características de água potável.

Água Salgada - água com alta concentração de sais (mais de 10.000 mg/l), como a água do mar.

Água Salobra - água com concentração de sais significativamente menor que a água do mar (entre 1.000 e 10.000 mg/l).

Águas Subterrâneas - águas que se infiltraram no solo e que penetraram, por gravidade, em camadas profundas do subsolo, atingindo a zona de saturação. A zona de saturação é aquela em que os poros e interstícios do subsolo estão completamente ocupados pela água.

Águas Superficiais - águas que escoam ou acumulam na superfície terrestre, como os rios, riachos, lagos, lagoas, veredas, brejos, etc.

Água Tratada por Simples Desinfecção - água captada a partir de manancial subterrâneo ou fonte de cabeceira, que apresenta naturalmente características físicas, químicas e organolépticas que a qualificam como água potável, e por isto, recebe apenas simples desinfecção.

Amostras para Análises de Qualidade - amostra da água distribuída para consumo, coletada com a finalidade de serem realizadas determinações físico-químico-bacteriológicas para monitoramento da qualidade da água.

ANA - Agência Nacional de Águas. Autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente – MMA, criada em 2000. É responsável por regular o uso da água em rios lagos de domínio da União e pela implementação dos instrumentos de gestão da Política Nacional de Recursos Hídricos.

Análise Bacteriológica da Água - exame das condições da água para ser consumida. o elemento determinante é a presença ou não de coliformes, principalmente os fecais, que não devem existir nas águas potáveis.

Aquifero - zona subterrânea onde os espaços entre os grãos de cascalho, areia, argila ou rocha estão preenchidos por água

© 2018 Saae Sete Lagoas . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.